Quando uma habilidade se transforma em profissão

Os livros sempre estiveram presentes em minha vida e a leitura sempre foi um prazer para mim.

As informações e os mundos que conheço quando leio são incríveis.

Eu devia ter uns cinco anos, quando um dia estava na casa da minha tia. Lembro que fui ao quarto onde ficavam algumas coisas guardadas, até brinquedos.

Isso porque meus primos eram todos adultos e haviam despachado para àquele quarto as coisas que tinham quando eram crianças.

Eu, como toda criança curiosa e com vontade de descobrir, remexi em tudo e encontrei uma caixa com livros.

moedas-de-ouro-80395

Apesar de não saber ler, eu havia olhado para aquilo como se tivesse encontrado um tesouro e com os olhos brilhando pensei “Que maravilha!”.

Livros grandes que mal cabiam no meu colo, tinham figuras tão coloridas: animais, florestas, crianças… Eram lindas aquarelas com traços ingênuos que pouco se comparam às ilustrações dos livros de hoje.

istock_000008985845medium

Lembro-me de uma história  que minha tia me contava.

Era sobre uma tal tartaruga infeliz porque não gostava do seu casco. Ela em segredo invejava o coelho e a raposa por terem uma pelagem bonita e macia.

Como era infeliz aquela tartaruga com seu casco duro e escuro, queria ser igual aos seus amiguinhos.

Então, quando choveu, ela descobriu algo.

Que seus amiguinhos não podiam ficar na chuva, mas ela podia porque seu casco lhe servia como uma sombrinha natural. Assim, ela passou a aceitar-se.

Ora meus amigos, podem as tartarugas se compararem às raposas?

Cada um não tem suas próprias habilidades e razões de ser distintas?  E isso faz de um melhor que o outro?

Sábias histórias de criança!

Não é à toa que Jesus utilizava parábolas para transmitir as suas mensagens.

Histórias falam direto ao coração

Mas, o que isso tem a ver com o título deste artigo?

Tudo!

Há algum tempo eu estava pensando em me dedicar à escrita, mas não sabia bem por onde começar.

escritora

Eu devo ter contado que estava em busca de um trabalho, porém eles exigiam muitas horas de dedicação e eu não poderia assumir algo assim devido aos meus dois cursos de pós-graduação.

Por isso, mês passado me lancei em um novo desafio e me tornei microempreendedora, fazendo o que gosto: escrevendo textos.

Ainda não escrevo histórias, mas quem sabe um dia. Hahaha

 

Um grande abraço!

Anúncios

3 comentários em “Quando uma habilidade se transforma em profissão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s